Três passos para começar a gerar NFC-e e NF-e

Luan SantosNota Fiscal

nfc-e

Para modernizar e agilizar o trâmite burocrático das obrigações fiscais das empresas, o Governo Federal implantou os projetos da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e da Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e), documentos que substituem notas e cupons fiscais impressos por um modelo que fica armazenado eletronicamente.

Essas novas formas de cumprir com suas obrigações fiscais e estar em dia com a receita trazem várias vantagens, como segurança, economia e agilidade (Leia mais em: O que é a Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica?). Mas para começar a emitir essas notas eletrônicas, a empresa precisa adaptar-se. Para facilitar, explicamos o processo em três passos simples:

 

Obtenção de um Certificado Digital

Antes de mais nada, a empresa que busca emitir notas fiscais de qualquer tipo precisa estar formalizada junto à Receita Federal e possuir um CNPJ. A partir disso, o primeiro passo a ser tomado é adquirir um Certificado Digital.

O Certificado Digital é uma espécie de assinatura de validade jurídica que comprove a identidade de uma empresa, pessoa ou site. É com esse certificado que a empresa assina sua Nota Fiscal Eletrônica, provando sua identidade e garantindo a segurança da transação.

Para conseguir o Certificado Digital, a empresa precisa solicitá-lo no portal de uma Autoridade Certificadora credenciada pela Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileiras (ICP). O contador da empresa pode auxiliá-la neste momento.

Caso deseje saber mais sobre os dois modelos disponíveis acesse: http://sischef.com/certificado-digital-a1/

 

Credenciamento na Secretaria da Fazenda

Já de posse do Certificado Digital, a empresa deve acessar o site da Secretaria da Fazenda (SEFAZ) do seu estado e fazer seu credenciamento como emitente de notas fiscais. Esse credenciamento pode variar de acordo com o estado em que a empresa está instalada. Normalmente ele é realizado pelo contador responsável.

 

Aquisição do sistema emissor

Este é um ponto importante. A escolha de um sistema emissor vai determinar a forma de emitir notas na sua empresa e uma decisão menos acertada pode deixar o trabalho mais difícil e demorado.

Atualmente é possível utilizar um sistema emissor gratuito, fornecido pela SEFAZ. No entanto, o software está com os dias contados. A partir de janeiro de 2017 será descontinuado e as empresas que ainda o utilizam precisarão buscar uma alternativa.

E é justamente para auxiliar nesta escolha que decidimos listar as principais vantagens de utilizar o sistema Sisagil:

As vantagens do Sisagil

Com a descontinuidade do sistema emissor gratuito, diversas empresas migraram para outros softwares e, por causa de suas funcionalidades, o Sisagil é uma ótima opção. Além da interface amigável, o sistema oferece diversas vantagens.

  • É um sistema online, e permite ao empresário emitir notas em qualquer computador ou tablet que tenha conexão com a internet;
  • Exportação de notas e cupons fiscais para o e-mail do contador, por número ou período;
  • Permite que o próprio contador acesse o sistema e busque informações que necessite para melhor atender a empresa;
  • Opção de busca para as notas emitidas ou geradas para o seu CNPJ diretamente na Secretaria da Receita Federal, o que facilita e agiliza a entrada de mercadorias e controle de estoque;
  • Listagem de notas fiscais com filtros por status (aprovada, rejeitada) com avisos de inconsistências;
  • Geração de relatórios de conferência de tributação dos produtos cadastrados no sistema.
  • Suporte rápido e eficiente, para dar o apoio necessário na hora da emissão de notas

 

Depois da aquisição, a empresa deve então cadastrar seus produtos, seus clientes e, enfim, emitir a nota. Em sistemas emissores de qualidade, com interfaces claras como o do Sisagil, esse processo é fácil e intuitivo. Por fim, só é preciso enviar a nota para o contador – algo que o Sisagil também faz, com a funcionalidade de exportar pacotes de notas e cupons fiscais para o e-mail do contador, por número ou período.

As vantagens do Sisagil

Com a descontinuidade do sistema emissor gratuito, diversas empresas migrarão para outros softwares e, por causa de suas funcionalidades, o Sisagil é uma ótima opção. Além da interface amigável e da facilidade de envio das notas para o contador, o sistema oferece diversas vantagens.

Para começar, o Sisagil é um sistema online, que permite a emissão de notas em qualquer computador ou tablet conectado à internet.  Ele permite também que o próprio contador acesse o sistema e busque informações que necessite para melhor atender a empresa.

Através do Sisagil, a empresa pode ainda buscar as notas emitidas ou geradas para o seu CNPJ diretamente na Secretaria da Receita Federal, o que facilita e agiliza a entrada de mercadorias e controle de estoque.

O sistema também faz a listagem de notas fiscais com filtros por status (aprovada, rejeitada) com avisos de inconsistências. Para completar, permite a geração de relatórios de conferência de tributação dos produtos cadastrados no sistema. Tudo isso ainda é coroado por um suporte rápido e eficiente, para dar apoio necessário na hora da emissão de notas.

Três passos para começar a gerar NFC-e e NF-e was last modified: maio 21st, 2018 by Luan Santos